Sony Mavica iniciou a era das câmeras digitais

Pioneira na história da fotografia, câmera guardava dados em disquetes

Publicado em 19/12/2016

Drones e celulares com câmeras poderosas eram ideias muito distantes para quem vivia antes dos anos 2000. Foi próximo a esse período que surgiu o primeiro esboço da câmera digital que conhecemos hoje: a Sony Mavica (MAgnetic VIdeo CAmera). O equipamento gravava fotos em discos removíveis, como os disquetes.

Produzido pela Sony, a Mavica chegou às lojas em 1997 e foi o pontapé inicial para a fotografia digital e a tão famosa discussão sobre o fim da fotografia analógica. A sua importância se deu devido à forma oferecida para guardar arquivos e se conectar com outros dispositivos, como os computadores.

Num panorama geral, levaria alguns anos para existir outra forma de compatibilidade com as máquinas: naquela época o Windows e o Mac não ofereciam suporte nativos às câmeras, as conexões USB, por exemplo, ainda nem haviam começado a engatinhar e faltavam seis anos para que cartões miniSD chegassem às lojas.

Tecnologia pioneira

Os mini CDs eram o sistema de armazenamento das versões derradeiras da Mavica. Essas opções se mostrava tão duvidosas quanto a escolha por disquetes. Isso porque, apesar de conseguirem armazenar mais dados, os mini CDs não eram adequados para permanecer em movimento constante.

Com a evolução dos padrões de resolução (Megapixels), surge então o USB. Ele apareceu no ano de 2000, na última versão da Mavica, e passou a facilitar a transferência de arquivos.

Foto: Divulgação