Aprenda a fotografar objetos em movimento

Para chegar a um bom resultado é necessário um conhecimento mínimo de técnicas mais avançadas

Publicado em 19/08/2016

Umas das imagens mais difíceis de registrar são objetos ou pessoas em movimento. As fotos ficam borradas e sem nitidez. Para adquirir um bom resultado é necessário um conhecimento mínimo de técnicas mais avançadas, e, por isso, selecionamos algumas dicas para ajudar nessa tarefa.

Quando se trata de movimento em fotografia, o responsável será sempre o obturador. Ele é aquela peça que abre e fecha em milissegundos, controlando a exposição do sensor. Existem duas opções para capturar essas imagens: um obturador mais rápido que o objeto, para congelar sua ação, ou um obturador mais lento, para criar um rastro.

Foto feita com obturador em 1/8, resultado com rastro

Foto feita com obturador em 1/200, resultado congelado

Panning 

A técnica deixa a velocidade do obturador baixa e registra o movimento de um objeto acompanhando-o com a câmera, tornando-se assim uma imagem panorâmica. Para obter esse resultado com meios de locomoção como carros e bicicletas é necessário deixar o obturador entre 1/60 e 1/125 segundos. Já no caso de pessoas andando ou correndo, 1/8 é suficiente.

Imagem congelada

Para congelar o movimento de algo em alta velocidade, o correto é utilizar altas velocidades de obturador. Mas fique atento à iluminação, pois a foto exigirá maior quantidade de luz. O ideal é usar essa técnica sob a luz do dia.

Câmeras compactas

A maioria dos aparelhos mais simples não possui o controle manual das funções, mas oferece opções automáticas para esse tipo de foto. Para congelar a imagem selecione o modo “esporte” ou “ação”, dessa forma será possível registar momentos em movimento.

Foto: Divulgação/Luiza Junqueira